terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Cuidado com o Medo



Esta insegurança me consome.
O anseio de errar.
Perder tudo o que conquistei
E fazer com que comece a me odiar.

Erros sempre cometemos.
Estes escorregam e dançam entre nossos dedos.
Fazendo tudo aquilo que mais desejamos
Não buscarmos por conta do medo.

Há sempre aqueles anseios
Emaranhados e medonhos.
Cuidado com o medo,
Ele adora roubar sonhos.

Um comentário:

  1. O medo rouba mesmo nossos sonhos, linda poesia.

    ResponderExcluir